segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Bem-vindo à N.H.K.!, de Tatsuhiro Takimoto e Kendi Oiwa

O mangá Bem-vindo à N.H.K.! explora com humor um fenômeno social do Japão, os hikikomori, pessoas jovens que se retiram do convívio social, isolando-se completamente. É o caso de Tatsuhiro Sato, um jovem de 21 que trancou a universidade e vive trancado em casa, alternando entre o impulso de ir às ruas e arrumar um emprego e um comportamento suicida. Acidentalmente, ele conhece Misaki Nakahara, uma garota que afirma poder ajudá-lo a deixar de ser um hikikomori.
Confuso, assustado e neurótico, Sato decide que a culpa de ter se isolado não é sua, mas da N.H.K., a rede de televisão Nippon Hōsō Kyōkai. Sato "descobre" que a sigla, na verdade significa Nippon Hikikomori Kyokai (algo como "Sociedade Japonesa dos Hikikomori") e que a organização quer que os jovens japoneses se isolem e vivam em função da TV e da internet.
Em meio a esta paranóia, Sato descobre que seu irritante vizinho de baixo é um ex-colega de escola, Yamazaki Kaoru, viciado em pornografia e, apesar de esquisito, um dos personagens mais consistentes. Juntos, decidem montar um erogen, jogo de computador (ou video-game) erótico, e assim deixarem de ser hikikomori e ganharem algum dinheiro.
Oscilando entre o universo de hentai (pornogafia), paranóias e vontade de se tornar uma pessoa sociável novamente, Sato mostra outros sub-temas japoneses, como otaku (fã obcecado por algum assunto), lolicon (complexo de lolita - ou pedofilia) e suicídio na internet. Apesar de apresentar alguma nudez, Bem-vindo à N.H.K.! não tem grande carga de sensualidade, sendo o indício de romance inocente, inclusive.

Bem-vindo à N.H.K.!, de Tatsuhiro Takimoto e Kendi Oiwa
Título original: NHK ni Youkoso!
Publicado pela Panini/Planet Mangá  em 2010
Brochura, 13,7 x 20 cm
194 páginas em preto e branco
R$ 9,90


Quer adquirir a sua? Entre em contato! Telefone: (83) 3227.0656
Email: comichousevendas@gmail.com
Twitter: @Comic_House
Av. Nego, 200, Tambaú (João Pessoa-PB)   
 
Comic House quadrinhos que não estão no gibi

0 comentários:

Postar um comentário