quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Cicatrizes, de David Small



Por Audaci Jr

David Small retrata em Cicatrizes (Leya/Barba Negra, 336 páginas) o despertar de seus talentos artísticos durante uma infância de saúde fragilizada e de pais rígidos.

Se alguém perguntasse o que o pequeno David Small queria ser quando crescesse, ele provavelmente responderia: “desenhista”. O autor ganhou notoriedade ilustrando diversos livros infantis, mas até lançar sua autobiográfica em quadrinhos, poucos sabiam o quanto foi tragicamente kafkiano sua própria infância.

Quando somos apresentados aos seus pais, logo percebemos a fúria silenciosa da mãe, descontando nas portas dos armários da cozinha; o pai, médico por formação, sempre descendo ao porão para descontar no saco de boxe um dia inteiro de trabalho. O próprio David por sua vez se expressava ficando doente, com problemas respiratórios.

Sempre pronto para diagnosticar e tratar as enfermidades acometidas, o pai teorizava que usando doses de radiação poderia curar sua asma. Com os anos passando, o quadrinista sentia, além do distante amor materno e da ríspida educação patriarcal, era um caroso crescendo e se alojando em sua garganta.

Aos 14 anos, finalmente realiza uma cirurgia supostamente simples para a retirada da enfermidade. Ao acordar no hospital, descobre que não consegue falar uma palavra sequer. Com uma de suas cordas vocais removidas e uma imensa cicatriz ao longo de seu pescoço, David mergulha cada vez mais no seu universo particular, injetado de criatividade que viria a desaguar nas suas obras. Dois anos depois junta coragem para sair de casa com apenas seu sonho de ser artista na bagagem.

Mesmo com o processo de “exorcizar” seus demônios do passado, Small narra com tons melancólicos de cinza as cicatrizes psicológicas desferidas pelas mazelas da vida. Desde segredos escondidos dos pais até as visitas a casa ala João e Maria da avó com sérios distúrbios mentais, com inesperados ataques violentos.

David é dono de um traço bonito, versátil e elegante. Habilmente muda o estilo quando fala sobre o tempo do tataravô, sucinta uma atmosfera assustadora quando quer ou ganha ritmo narrativo apenas no silêncio de suas composições.

O quadrinista mostra que não precisa lotar páginas com recordatórios para obter profundidade na história: simbolismos criativos como fetos hospitalares ou o coelho branco de Lewis Carroll conduzem o tom que o texto necessita. Uma verdadeira aula de narração visual.

A editora Leya, em parceria com a Barba Negra, faz um excelente trabalho de editoração, que vai desde as capas “limpas”, colocando as informações nas orelhas do álbum, até a impressão e tradução (de Cassius Medauar), garantindo seu espaço no mercado dos quadrinhos com qualidade.


O lado negativo de Cicratizes é um demérito seu. Diante das profusões de quadrinhos autobiográficos nos últimos anos, o desgaste na leitura é preciso como um corte de bisturi. Cabe ao leitor abstrair somente a obra para poder desfrutá-la com mais propriedade. Sem dúvidas, uma das melhores do ano de 2010.


Cicatrizes
Autor: David Small (Roteiro & Arte)
Formato: 23 x 18 cm - 336 páginas
R$ 46,00



Quer adquirir a sua? Entre em contato!
Telefone: (83) 3227.0656
Email: vendas@comichouse.com.br
Twitter: @Comic_House
Av. Nego, 255, Tambaú (João Pessoa-PB)

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Pré-Venda - Lançamentos Panini - Setembro/2013





O roteirista vencedor do Prêmio Eisner, Grant Morrison apresenta clássicos contos de uma das eras mais exuberantes do Cruzado Encapuzado e incorpora elementos dessas bizarras e excêntricas aventuras no último épico do defensor de Gotham.


Aprofunde-se no Arquivo de Casos Inexplicáveis – o diário secreto do Batman, que narra suas investigações mais estranhas. Desvende seus segredos e descubra o impacto que tais contos causaram no Cavaleiro das Trevas de hoje – e em seu momento mais sombrio!

Bill Finger, Sheldon Maldoff, Dick Sprang, Charles Paris e muitos outros clássicos batcriadores juntam-se à conspiração que visa encerrar o conto do Homem-Morcego… para sempre!

Formato: 17 x 26 cm - 146 páginas. 
Capa: Dura - Lombada Quadrada
Papel: Couché
R$ 21,90




Com treinamento mínimo em combate e armado com um par de bastões, ele colocou uma máscara e saiu para se tornar um super-herói: Kick-Ass. E conseguiu, embora de um jeito violento. Kick-Ass e a precoce Hit-Girl enfrentaram a máfia — e ganharam. A ideia se espalhou e, de repente, virou moda usar uniforme. Todo mundo quer ser um super-herói. Qual será o próximo passo de Kick-Ass? Obviamente, reunir uma superequipe. Mas seu antigo parceiro, Red Mist, acha que heróis são um saco, e quer se transformar no mais conhecido supervilão do mundo. Conseguirá nosso herói deter seu velho aliado e a gangue que ele armou? Ou, então, sobreviver para virar herói mesmo quando a luta pega pra valer, tornando-se um quebra-pau monumental na Times Square? 

Mark Millar, escritor de Nêmesis e Os Supremos, ao lado de John Romita Jr., desenhista de Os Vingadores, trazem a mais eletrizante história de quadrinhos de todos os tempos.

Formato: 17 x 26 cm -212 páginas. 
Capa: Dura- Lombada Quadrada
Papel: Couché
R$ 56,00



Nova York, 1935. Frank Castelione, um veterano da Primeira Guerra Mundial, defende, junto com o filho, Frankie, sua pequena loja contra o crime organizado liderado pelo gângster Dutch Schultz. 

No entanto, que esperança eles podem ter diante de assassinos como Barracuda e Retalho? Se pelo menos um certo justiceiro, personagem das novelas de rádio existisse, as coisas poderiam ser diferentes… 

Com roteiro de Frank Tieri e arte de Paul Azaceta e Antonio Fuso, a história desta edição, estrelada pelo Justiceiro, faz parte da linha editorial Marvel Noir, que aborda seus personagens de uma forma mais realista e madura.

Formato: 17 x 26 cm- 108 páginas. 
Capa: Dura -Lombada Quadrada
Papel: Couché
R$ 22,90



O renomado escritor Warren Ellis junta forças com o aclamado ilustrador Adi Granov para redefinir o mundo do vingador blindado do século 21 — um cenário de aterradoras novas tecnologias que ameaçam sobrepujar a frágil humanidade! 

O que é Extremis, quem o liberou e o que seu surgimento representa ao mundo? 

Republicação especial da minissérie, porém  desta vez repleta de extras.

Formato: 17 x 26 cm - 252 páginas. 
Capa: Dura - Lombada Quadrada
Papel: Couché
R$ 60,00







Quer adquirir a sua? Entre em contato!
Av. Nego, 255, Tambaú 
(João Pessoa-PB)
Telefone: (83) 3227.0656
Twitter: @Comic_House
Email: vendas@comichouse.com.br

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

O Guarda-vidas, de Rodrigo Brum - Sessão de Autógrafos com Mike Deodato, Rodrigo Brum e Alberto Pessoa



O Guarda-vidas é uma HQ de “narrativa visual” - quadrinho em que as imagens narram a história sem necessidade de texto - que tece uma crítica ao crescente individualismo presente em boa parte das aglomerações urbanas contemporâneas.

Uma das referências para a produção de O Guarda-vidas foram os “romances sem palavras”, também conhecidos como pictorial narratives, produzidos entre as décadas de 1910 e 1930, na Europa e nos Estados Unidos.

Os romances sem palavras eram compostos de um quadro por página, trazendo uma trama autoconclusiva e focada na crítica social, aproximando- se da narrativa do cinema mudo.

O responsável pela ponte entre os romances sem palavras e os quadrinhos foi Milt Gross, com sua paródia aos trabalhos de Lynd Ward, chamada He done her wrong.


O Guarda-vidas marca a estreia da série MBP Pocketinho, que trará anualmente duas edições em formato pocket, com histórias fechadas que abordam temáticas sociais.

O Guarda - Vidas
Autores: Milena Azevedo(Roteiro) e Rodrigo Bum(Arte)
Formato:10,5 x 15 cm
32 páginas
R$ 3,00



Quer adquirir a sua? Entre em contato!
Telefone: (83) 3227.0656
Email: vendas@comichouse.com.br
Twitter: @Comic_House
Av. Nego, 255, Tambaú (João Pessoa-PB)










Cartaz realizado pelo quadrinista Rodrigo Brum

BRUMMMMM!!! - Não quero sou nerd, de Rodrigo Brum - Sessão de autógrafos com Mike Deadato, Rodrigo Brum e Alberto Pessoa




BRUMMMMM!!! - Não quero sou nerd, são tiras autobiográficas (com os devidos exageros) que narram o dia-a-dia do autor, Brum. Superpoderes? Nenhum. Só a teimosia de não desistir nunca de tentar viver de desenhos, sem ter nenhum pistolão, num país que não valoriza o artista.

As tiras narram o cotidiano do autor, seja na mesa de desenho ou na mesa do bar, contando com participações especiais dos seus amigos e parentes, umas verdadeiras figuras. 

O livro é o primeiro de uma série anual que pretende publicar as tiras do BRUMMMMM!!!, sempre apresentando uma temática diferente.Neste primeiro, por exemplo, o seu lado nerd foi mais exaltado.

Criadas há 10 anos, as tiras chegaram a ser publicadas diariamenteno O Jornal de Hoje (RN) e em diversos sites, inclusive em espanhol.


BRUMMMMM!!! - Não quero sou nerd
Autor: Rodrigo Brum (Roteiro & Arte)
Formato: 21 x 11 cm - 108 páginas
R$ 13,00


Quer adquirir a sua? Entre em contato!
Telefone: (83) 3227.0656
Email: vendas@comichouse.com.br
Twitter: @Comic_House
Av. Nego, 255, Tambaú (João Pessoa-PB)





segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Cartazes da Sessão de Autógrafos na Comic House com Mike Deodato, Rodrigo Brum e Alberto Pessoa


Cada quadrinista tem seu traço, o que na minha opinião é a sua identidade artística e isto fica evidente nos três belíssimos cartazes produzidos pelo talentoso trio que estará presente na Comic House, dia 21 de setembro, sábado, às 19h, para autografar exclusivamente os títulos especificados abaixo. Caso queira reservar seus títulos entre em contato conosco por meio de nosso telefone 83 - 3227 0656 ou por  meio de nosso e-mail: vendas@comichouse.com.br




Mike Deadoto Jr. renomado quadrinista paraibano de carreira internacional. Da ponta de seu lápis já desenhou os principais personagens da DC Comics e atualmente é contratado da Marvel Comics.

E com exclusividade autografará: Vingadores Sombrios(formato 17 x 26 cm, 272 páginas, capa dura, R$ 68,00), A arte cartum de Mike Deodato Jr (40 páginas, formato horizontal 23 x 15,5 cm, R$ 30) e o  Sketchbook de Deodato( formato: 25,5 x 36 cm, 64 páginas, R$ 60)




Rodrigo Brum, publicitário por formação (ESPM-RJ), lustrador por vocação. Chargista do jornal Tribuna do Norte (RN), diagramador e autor das tiras O Menino da Laje 8 (publicada no jornal Expresso-RJ) e Brummmmm!!!


com exclusividade autografará: Brummmmm!!! (108 páginas, formato 21 x 11cm, R$ 13,00) e O guarda-vidas (32 páginas, formato 10,5 x 15cm, R$ 3,00)









Alberto Pessoa nasceu em São Paulo e trabalha em João Pessoa. Tem Pós-Graduação pela UNESP e Universidade Mackenzie, onde defendeu a dissertação de Mestrado em Artes e tese de Doutorado em Letras. É o criador de "Epílogo Comics" e professor da Universidade Federal da Paraíba, onde ensina no Curso de Comunicação em Mídias Digitais e no Mestrado em Comunicação.
E com exclusividade autografará: Medo (56 páginas, formato 14 x 20cm, R$ 15)

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Reinado Sombrio, A Arte Cartum & SketchBook, de Mike Deodato - Sessão de Autógrafos na Comic House




Há cada dia aproxima-se a sessão de autógrafos que será realizada na Comic House, a qual reunirá os quadrinistas Mike Deodato, Rodrigo Brum e Alberto Pessoa.

A postagem de hoje, sexta-feria, comentará as hq's de Mike Deodato que estarão a disposição no dia 21 de setembro de 2013, às 19h para serem autografados.



Com roteiros de Brian Michael Bendis e a arte de Mike Deodato Jr. A edição nos apresenta a maior reviravolta do universo Marvel pós Invasão Secreta, na qual Norman Osborn, o homem que no passado foi o supervilão Duende Verde foi alçado ao posto que outrora pertenceu a Nick Fury e Tony Stark e com isso o destino do mundo em suas mãos.

Agora como principal responsável pela segurança do planeta, e para ajudá-lo a cumprir essa missão, Osborn conta com sua própria equipe: os Vingadores Sombrios.

Vingadores Sombrios - Reinado Sombrio
Formato 17 x 26 cm, 272 páginas, 
capa dura, 
R$ 68,00






O panteão dos maiores quadrinhistas de super-heróis do mundo tem pelo menos um artista brasileiro, incontestável — Mike Deodato Jr.

Para Franco de Rosa, um dos maiores experts contemporâneos em quadrinhos, Deodato é simplesmente o melhor autor de P/B do planeta, acima de Jim Steranko e Guido Crepax, e superior a Frank Miller, na clareza do traço e no brilho da luz. Franco conduziu uma longa entrevista com Deodato, publicada no livro, onde o artista conta detalhes de sua técnica e alguns dos segredos de seus métodos de criação.

Este Sketchbook traz uma reunião de estudos, em glorioso preto e branco, que o artista vem realizando nas últimas décadas para a criação de suas histórias. É uma coleção de arte capaz de empolgar o mais comedido fã de quadrinhos. 





Conhecido por seu trabalho com super-heróis, tanto em capas, pinups, splash pages e sequencias narrativas, mostra outro lado de seu talento.

Fruto dos momentos domésticos, este livro traz cartuns espontâneos realizados pelo artista, quando desliga sua mente do universo ficcional de seu trabalho; um Deodato divertido e bem-humorado em cartuns sobre sua esposa, sua filha e seu cotidiano, que bebem na fonte de Calvin e Haroldo, Turma da Mônica, Menino Maluquinhos, Luluzinha e outras obras do gênero

Gostou? Então marque em sua agenda e não perca a oportunidade de ficar frente a frente com Mike Deodato e suas fantásticas criações.





terça-feira, 3 de setembro de 2013

Medo, de Alberto Pessoa - Sessão de Autógrafos com Mike Deodato, Rodrigo Brum e Alberto Pessoa












Aproxima-se o dia da espetacular sessão de autógrafos que reunirá os quadrinistas Mike Deodato, Rodrigo Brum e Alberto Pessoa. Até lá,  iremos gradualmente inserir resenhas sobre as hq's que serão lançadas/autografadas no tão esperado evento. Com isso iremos inaugurar com este texto escrito pelo editor, quadrinista e Prof. Henrique Magalhães, o qual nos apresenta a hq "Medo", de Alberto Pessoa.


Por Henrique Magalhães

Entre as décadas de 1960 e 1980 as histórias em quadrinhos brasileiras se notabilizaram pelas histórias de terror, ganhado prestígio nas editoras e no gosto dos leitores. Fala-se muito que não há mercado para os quadrinhos nacionais, contudo, esse período foi generoso com nossos autores. Essa abertura surgiu para dar continuidade à escassa produção estrangeira, perseguida pelo conservadorismo do código de ética em vigor nos Estados Unidos. Isso favoreceu nossos quadrinistas, que souberam ocupar o espaço.

Autores como Julio Shimamoto, Mozart Couto, Rodolfo Zalla, Franco de Rosa, Eduardo Ofeliano, Elmano Silva, Eugênio Colonesse, Flavio Colin, entre tantos outros, não só produziram de forma exuberante como renovaram o gênero, trazendo um tanto de brasilidade às já manjadas aventuras de vampiros, zumbis e todo tipo de malassombro. Um dos autores que mais se destacaram dessa geração foi Flavio Colin, pelo magnífico traço caricatural e por abordar em suas histórias as mitologias e causos de nossa cultura.

Alberto Pessoa descobriu Colin por intermédio das revistas Calafrio e Mestres do Terror, séries icônicas do gênero, lançadas na década de 1980 pela editora D-Arte, de Rodolfo Zalla. Apaixonou-se pelo trabalho do mestre e vive a estudar sua obra, que lhe serve de referência e inspiração. Foi para homenagear Flavio Colin que Alberto criou uma série de histórias em quadrinhos baseadas no universo mítico desse autor, buscando, de certo modo, um amálgama de seu traço. O resultado é esta edição, Medo.


Nas HQ de Alberto não poderiam faltar os elementos convencionais do gênero: o pacto com o diabo, o morto-vivo, as forças obscuras e sobrenaturais. As histórias de terror comumente gravitam esses temas clássicos, contudo Alberto o faz com insuspeitado toque de originalidade ao tangenciar de leve a obra de Colin, ao mesmo tempo referenciando-a e inovando no traço e no conteúdo.

Um dos aspectos que impressionam no álbum Medo é a desenvoltura do autor, que transita por vários estilos gráficos e temáticos, sempre perpassados pelo terror. Desse modo, encontramos ambientes que remetem ao faroeste, campos nevados, paisagens urbanas, nazismo e cangaço, o que oferece ao leitor um diversificado portfólio da capacidade criativa de Alberto.


Embora os quadrinhos de terror aparentemente tenham se exaurido, ou perdido o rumo das bancas de revistas por problemas estruturais de nossas editoras, há sim um grande potencial a ser explorado cujo caminho foi tão bem apontado por Colin. Alberto Pessoa é uma prova que o gênero tem fôlego para se renovar e seduzir o público. 

Medo
Autor: Alberto Pessoa (Roteiro & Arte)
Formato 14 x 20cm - 56 páginas
Editora Marca de Fantasia
R$ 15,00



Quer adquirir a sua? Entre em contato!
Telefone: (83) 3227.0656
Email: vendas@comichouse.com.br
Twitter: @Comic_House
Av. Nego, 255, Tambaú (João Pessoa-PB)



Pré-Venda: Juiz Dredd Origens, Next Men & Juiz Dredd vol 5
















Quer adquirir a sua? Entre em contato!
Telefone: (83) 3227.0656
Email: vendas@comichouse.com.br
Twitter: @Comic_House
Av. Nego, 255, Tambaú (João Pessoa-PB)

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Sessão de Autógrafos com Mike Deodato, Rodrigo Brum & Alberto Pessoa




É com imensa satisfação que anuncio esta maravilhosa sessão de autógrafos, na qual reunirá três grandes artistas com diferentes estilos e suas produções que tramitam do humor ao terror e do cotidiano ao fantástico mundo dos super-heróis.

O evento irá acontecer na Comic House, dia 21 de setembro de 2013, sábado, às 19h

Então, sem mais delongas vamos aos convidados e suas obras que vão ser lançadas:



Mike Deadoto Jr. renomado quadrinista paraibano de carreira internacional. Da ponta de seu lápis já desenhou os principais personagens da DC Comics e atualmente é contratado da Marvel Comics.

E com exclusividade autografará: Vingadores Sombrios(formato 17 x 26 cm, 272 páginas, capa dura, R$ 68,00)A arte cartum de Mike Deodato Jr (40 páginas, formato horizontal 23 x 15,5 cm) e o  Sketchbook de Deodato( formato: 25,5 x 36 cm, 64 páginas)









Rodrigo Brum, publicitário por formação (ESPM-RJ), ilustrador por vocação. Chargista do jornal Tribuna do Norte (RN), diagramador e autor das tiras O Menino da Laje 8 (publicada no jornal Expresso-RJ) e Brummmmm!!!

com exclusividade autografará: Brummmmm!!! (108 páginas, formato 21 x 11cm, R$ 13,00) e O guarda-vidas (32 páginas, formato 10,5 x 15cm, R$ 3,00)





Alberto Pessoa nasceu em São Paulo e trabalha em João Pessoa. Tem Pós-Graduação pela UNESP e Universidade Mackenzie, onde defendeu a dissertação de Mestrado em Artes e tese de Doutorado em Letras. É o criador de "Epílogo Comics" e professor da Universidade Federal da Paraíba, onde ensina no Curso de Comunicação em Mídias Digitais e no Mestrado em Comunicação.

E com exclusividade autografará: Medo (56 páginas, formato 14 x 20cm, R$ 15)




Sessão de Autógrafos com Mike Deodato, Rodrigo Brum & Alberto Pessoa


Quer saber mais a respeito desta fantástica Sessão de Autógrafos? Então fique de olho aberto pro blog da Comic House, pois ainda hoje (segunda-feira, dia 02 de setembro) você ficará por dentro de mais detalhes.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...