quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Estamos "de férias"

Olá, leitores!
Devido a algumas mudanças que estão sendo realizadas, vamos ficar sem textos novos por um tempinho. Em breve retornaremos com força total, então fiquem atentos aos feeds. Para facilitar, inscreva-se na newsletter da Comic House, na barra à direita, ou assine o RSS.

Temos um e-mail novo para as vendas da loja: vendas@comichouse.com.br 
Se querem falar com a redatora, o e-mail é este: fernadaeggers@comichouse.com.br
E para entrar em contato com Manassés, envie para: manasses@comichouse.com.br

Agradecemos a atenção e a paciência!
Continuamos com as novidades da loja no twitter e com as portas abertas na Esquina 200!


Comic House quadrinhos que não estão no gibi
Av. Nego, 200, Tambaú (João Pessoa-PB)   
Telefone: (83) 3227.0656

quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

[1] Cebola Jovem Especial

O Grande Prêmio


O personagem Cebolinha completa 50 anos de existência e, para comemorar, foi criada uma história na qual ele é o herói. Na edição especial de lançamento de Cebola Jovem, o adolescente de cabelo espetado disputa com os amigos uma corrida espacial. Os personagens se referenciam constantemente a "Tauó¹" e a "Estar Treco²" e realmente: diversos aliens presentes na platéia foram inspirados nesses e em outros filmes de ficção científica envolvendo planetas e galáxias distantes.


A primeira corrida não passa de uma disputa de videogame, travada no arcade do shopping. O vencedor, no entanto, é abduzido e uma missão lhe é concedida: disputar uma corrida em nome da paz no Universo. Esta é uma medida para evitar as constantes guerras que ocorrem entre os mais diversos povos. O juiz é o Lorde Coelhão, que deixou de ser nanico, gordinho e patético para virar um super-robô. Cebola, quando finalmente entende o que está acontecendo, exclama que não pode disputar uma corrida sozinho. Lorde Coelhão traz, então, a Mônica, o Cascão e a Magali para ajudá-lo.
Logo de cara, a turma enfrenta um trapaceiro cuja identidade não está clara e povos pouco amistosos como adversários. Cebola se encanta por uma alienígena que tenta ajudá-los, despertando o ciúme de Mônica. Diferente dos outros mangás da Turma da Mônica Jovem, este é totalmente colorido e ainda conta com o rascunho dos personagens na última página.

¹Star Wars
²Star Trek


Cebola Jovem Especial
n.º1 - O Grande Prêmio
Publicado pela Panini/Maurício de Sousa Editora/Planet Mangá em 2010
Brochura, 19 x 27,5 cm
96 páginas coloridas
R$ 9,90

Quer adquirir a sua? Entre em contato!
Telefone: (83) 3227.0656
Email: vendas@comichouse.com.br
Twitter: @Comic_House  
Av. Nego, 200, Tambaú (João Pessoa-PB)  

 

Comic House quadrinhos que não estão no gibi

domingo, 6 de fevereiro de 2011

[2] Turma da Mônica Jovem: O Mundo do Contra

A edição 30 da Turma da Mônica Jovem, que apresenta a turminha do Bairro do Limoeiro já adolescente, contém o final da saga do Do Contra, iniciada no número 29, para provar que o Armadura Dourada faz parte de uma conspiração malígna que quer dominar o mundo.

Clique aqui para ler a resenha da edição 29, que traz o início desta aventura.

Índice com o tiranossauro fofo (opinião minha e do Do Contra) de RDJ.

Após invadir a casa do Roberto Daniel Júnior, que representa Tonho Estácio/Armadura Dourada nas telonas, conhecer seu dinossauro peludo e enfrentar um suposto guerreiro de Tauó¹, conversa com o ator, descobre que estava certo a respeito do complô e tenta convencer RDJ a acabar com a farsa. Cego pela recente fama, o ator afirma que é herói só no cinema e não fará nada a respeito.

Ao afirmar sua descoberta para o mundo, Do Contra passa a ser visto como um maluco ciumento que inventou uma história absurda apenas para cair nas graças da Mônica. Consequentemente, perde qualquer vantagem que possa ter com ela, que fica bem chateada. O teimoso DC vê, então, que precisa fazer o que sempre fez para reconquistar a confiança da Mônica e do resto da turma: pensar fora da caixa e desafiar a lógica e o senso comum.
Contra-capa, com Quinzinho e Magali.

Com muito humor e algumas intrigas, este final do arco de história do Do Contra apresenta problemas comuns da adolescência: a insegurança, a curiosidade, a vontade de desafiar o mundo e, ao mesmo tempo, o medo de fazê-lo. Também mostra que o mundo não é maniqueísta, contendo apenas o preto e o branco, o bem e o mal, como o Maurício de Sousa sempre fez muito bem em seus quadrinhos.

¹Referência a Star Wars.

Turma da Mônica Jovem: O Mundo Do Contra
Parte 2 (Final)
Publicado pela Panini/Maurício de Sousa Editora/Planet Mangá em 2011
Brochura, 16 x 21,3 cm
130 páginas em preto e branco
R$ 6,90

Quer adquirir a sua? Entre em contato!
Telefone: (83) 3227.0656
Email: vendas@comichouse.com.br
Twitter: @Comic_House  
Av. Nego, 200, Tambaú (João Pessoa-PB)  

 

Comic House quadrinhos que não estão no gibi

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

Star Trek (diversos autores)

Raças Alienígenas

Star Trek apresenta uma vasta diversidade racial e parte delas são apresentadas neste volume, uma compilação de seis edições, cada uma com uma história que apresenta cultura, tradição e peculiaridades de uma raça específica. Também mostra a interação entre diferentes raças e os atritos decorrentes dos contatos. Incidentes sérios acontecem por puro preconceito, como na primeira história em que uma nave da Frota Estelar precisa fazer um pouso forçado e acaba num planeta de treinamento dos Gorns. Pelas idéias pré-concebidas dos tripulantes a respeito dos Gorns e vice-versa, uma batalha começa a tomar forma.

As histórias seguintes, cada uma com sua própria equipe de roteiro e arte, apresentam situações de tensão semelhantes. O capítulo três, referente aos Andorianos, lembra um pouco capítulos de nossa própria História. O ódio latente dos Andorianos em relação à Federação lembra casos de xenofobia e fascismo espalhados pelo nosso mundo.


Ao lado do preconceito, está apresentada a necessidade de conviver com o diferente, confiar no que lhe é estranho e aprender o que o outro tem a ensinar. As histórias também contam episódios envolvendo caçadores de recompensas, assassinos de aluguel, vingança e - por que não? - sedução. Abaixo segue uma lista com os capítulos e raças alienígenas do universo de Star Trek, bem como os artistas que trabalharam neles:

Capítulo Um: Gorn
Texto: Scott & David Tipton - Arte: David Messina & Sara Pichelli - Cores: Paolo Maddeleni
Capítulo Dois: Vulcanos
Texto: James Patrick - Arte: Jose Marie Beroy - Cores: Mario Boon & Andrew Elder
Capítulo Três: Andorianos
Texto: Paul D. Storrie - Arte e Cores: Leonard O'Grady
Capítulo Quatro: Órions
Texto:  Scott & David Tipton - Arte: Elena Casagrande - Cores: Mirco Pierfederici
Capítulo Cinco: Borg
Texto: Andrew Steven Harris - Arte: Sean Murphy - Cores: Leonard O'Grady
Capítulo Seis: Romulanos
Texto e arte: John Byrne - Cores: Leonard O'Grady

Star Trek: Raças Alienígenas (diversos autores)
Título original: Star Trek: Alien Spotlight
Publicado pela Devir em 2010
Brochura, 16,5 x 25 cm
152 páginas coloridas.
R$ 37,50

Quer adquirir a sua? Entre em contato!
Telefone: (83) 3227.0656
Email: vendas@comichouse.com.br 
Twitter: @Comic_House  
Av. Nego, 200, Tambaú (João Pessoa-PB)  


Comic House quadrinhos que não estão no gibi

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

[2] Spicy Pink, de Wataru Yoshizumi

Neste segundo e último volume de Spicy Pink, Sakura Endou, uma mangaká de 26 anos, está namorando o cirurgião plástico Koreeda. O namoro começou como um acordo entre os dois, como visto no primeiro volume da série. Quando o relacionamento dos dois parece estar engatando, surge um fantasma do passado. Natsuko, a ex-namorada de Koreeda, resolve que quer o cirurgião de volta. Sakura, que acreditava que a mulher estava morta, se vê cheia de ciúmes.

Clique aqui para ver a resenha de Spicy Pink, volume 1

Tanto o trabalho de Sakura quanto o de Koreeda começam a exigir mais dos profissionais e eles passam a se ver menos.O sumiço do namorado aliado à presença de Natsuko fazem com que Sakura perca um pouco a cabeça. O mesmo vale para Koreeda que, além dos desencontros, sente ciúmes do ex-namorado de colégio da mangaká e de um escritor que virou parceiro constante da moça, já que estão produzindo juntos uma adaptação de livro para mangá.

Natsuko, no entanto, tem uma história, um motivo para procurar Koreeda, que diverge do simples sentimento de possessividade por terem um passado juntos. Os segredos mantidos no relacionamento e os sentimentos não revelados podem colocar as coisas em cheque. O mesmo vale para Misono, amiga de Sakura e também mangaká, que está em seu primeiro namoro sério e precisa aprender a abrir mão de certas coisas e conversar com seu noivo.

Apesar dos temas sérios, a história é repleta de humor e certas situações que deveriam ser tensas, como propostas indecentes tanto no lado pessoal quanto no profissional, são apresentadas de forma cômica, para contrabalançar eventos mais pesados, como violência doméstica, apresentados neste volume.

Spicy Pink, de Wataru Yoshizumi
Parte 2 (final)

Título original: Spicy Pink
Publicado pela Panini/Planet Mangá em 2010
Brochura, 13,7 x 20 cm
202 páginas em preto e branco
R$ 9,90

Quer adquirir a sua? Entre em contato!
Telefone: (83) 3227.0656
Email: vendas@comichouse.com.br 
Twitter: @Comic_House  
Av. Nego, 200, Tambaú (João Pessoa-PB)  



Comic House quadrinhos que não estão no gibi

quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Umbra, de Stephen Murphy e Michael Hawthorne

Askja é uma médica legista viciada em antidepressivos, que parece sofrer severamente de ansiedade, em início de carreira junto à polícia da Islândia. Numa investigação, ela e seu estagiário descobrem um esqueleto muito estranho. Pelo formato e disposição dos ossos, seria uma mulher neandertal. Sua roupa - ou o que sobrou dela - possui uma etiqueta indicando que foi produzida ou comercializada pela United Colors of Benetton.

Junto com esse mistério, chega uma ameaça à vida daqueles que estão investigando o caso. Askja se envolve emocionalmente com a suposta neandertal, que aparece em seus sonhos, e com a inspetora de polícia, Freyja, com quem tem um caso. Para incrementar o mistério, um fantasma da Guerra Fria aponta como possível culpado das ameaças.
Umbra é uma minissérie de suspense escrita por Stephen Murphy e ilustrada por Michael Hawthorne. Se passa na Islândia e como funciona a polícia investigativa de lá, que lembra um pouco o seriado C.S.I. Também apresenta o lesbianismo com a maior naturalidade, sem diferir de qualquer envolvimento romântico com o qual estamos acostumados, o que é mais um passo no combate do preconceito, ainda que esta não seja a bandeira do álbum. Umbra foi indicado ao prêmio Harvey de Melhor Minissérie e Melhor Escritor.

Umbra, de Stephen Murphy e Michael Hawthorne
Título original: Umbra
Publicado pela Devir em 2007
Brochura, 16,5 x 24 cm
136 páginas em preto e branco.
R$ 29,00

Quer adquirir a sua? Entre em contato!
Telefone: (83) 3227.0656
Email: vendas@comichouse.com.br 
Twitter: @Comic_House  
Av. Nego, 200, Tambaú (João Pessoa-PB)  


Comic House quadrinhos que não estão no gibi

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Os Brasileiros, de André Toral

André Toral conta em sete histórias, as primeiras coloridas e as seguintes em preto e branco, a história dos indígenas brasileiros. Não como um povo à mercê de portugueses ou franceses, mas como uma nação - ou várias nações, já que as tribos diferem bastante umas das outras - com a qual os europeus precisam lidar, firmar acordos e, às vezes, guerrear, já que os indíos não entregarão suas terras de mão beijada.
Escritas entre 1991 e 2008, as histórias são dispostas em ordem cronológica, desde o descobrimento do Brasil, passando pelos bandeirantes, até o latifúndio do século 20, mostrando os problemas enfrentados pelos indíos, das primeiras invasões ao mais recente alcoolismo. Os Brasileiros não traz o relato de vítimas da História, mas coloca os índios em lugar de destaque e mostra que eles enfrentaram, sim, os europeus, do melhor modo que souberam.

A arte de Toral varia ao longo do livro. Algumas histórias foram feitas a lápis, outras a naquim, contando ainda com colorização em aquarela. O autor dispõe de algumas páginas no final do livro para falar das histórias em si e de sua feitura, bem como de alguns costumes indígenas, ponto central da obra.

Os Brasileiros, de André Toral
Publicado pela Conrad em 2009
Brochura, 21 x 27 cm
88 páginas coloridas e em preto e branco.
R$ 40,00

Quer adquirir a sua? Entre em contato!
Telefone: (83) 3227.0656
Email: vendas@comichouse.com.br 
Twitter: @Comic_House  
Av. Nego, 200, Tambaú (João Pessoa-PB)  



Comic House quadrinhos que não estão no gibi

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...